Fogaças in the world!

União regada a viagens e novas experiências

Varadero – 03 noites

Deixe um comentário

Saímos de Trinidad com vontade de não ir embora de tão boa experiencia que lá tivemos, mas seguimos o nosso roteiro e pegamos um Táxi até Varadero.

A viagem é relativamente longa o que nos fez chegar, largar as malas na casa particular (detalhes aqui) e pedir indicação de um local para almoçar.

20150808_130358

Posto de Gasolina na Chegada à Varadero

Fomos ao Pequeno Suárez (https://www.tripadvisor.ca/Restaurant_Review-g147275-d5972622-Reviews-Pequeno_Suarez-Varadero_Matanzas_Province_Cuba.html) e lá nos resolvemos. Comida OK e ambiente estruturado, porém percebemos os preços um pouco acima do que tínhamos encontrado até então. Pensamos logo: cidade mega turística, deve ser esse o ponto.

Não havia mais muito tempo de sol, fomo ansiosos conhecer a praia próxima à nossa hospedagem. Estávamos na área pública, longe dos Resorts, o que nos deu a oportunidade de compartilhar a praia de igual pra igual com cubanos em férias, turistas, e quem quer que lá estivesse. Boa impressão à primeira vista.

Para o jantar, descobrimos o Don Alex (https://www.tripadvisor.ca/Restaurant_Review-g147275-d4002219-Reviews-Don_Alex-Varadero_Matanzas_Province_Cuba.html), restaurante super em conta e com pizza, inclusive.

No dia seguinte fomos à praia novamente mas dessa vez avançamos mais um pouco e pegamos coco-taxi pela primeira vez e descobrimos que cobram bem para uma moto com garupa em forma de coco. haha

Um fato curioso é que a praia pública estava muito suja, era Agosto e época de férias em Cuba então havia bastante gente. Havia latas e garrafas para todo lado e no fundo do mar, inclusive. Retiramos bastante lixo ao mergulharmos com snorkel. Lamentável.

Para o almoço, um restaurante na rua principal com um passeio ao “delfinario” (“golfinário” isso existe?) agendado em hotel próximo.Nem todos iriam (estávamos em 4) então nos dividimos. Dois de nós foram ver os golfinhos e dois pegaram o city sightseeing que é um passeio curto mas serve para ter noção da região, caso esteja sem carro.

Os golfinhos são criaturas amáveis, tive oportunidade de vê-los “à vontade”, sem estarem fazendo truques para os quais foram condicionados. Por outro lado, vê-los “trabalhando” me deu certa angústia e eu particularmente não quis pagar a mais para interagir mais de perto com os mesmos.

À noite voltamos ao Don Alex e lá encontramos outros brasileiros que também expressaram sua opinião sobre o lugar: bom e barato comparado aos outros da cidade.

Para o dia seguinte,mais praia linda e um jantar surpreendente no Varadero 60. Restaurante indicado por um taxista e que oferece um padrão mais elevado de atendimento. Fomos mimados lá. Uma boa pedida para a despedida de Varadero.

 

Próximo passo, outro paraíso chamado Cayo Santa Maria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s